sexta-feira, abril 08, 2011

Remembrance's of me


Mesmo aquela briga com um irmão, ou o sermão dos pais, está tudo cravado aqui, e sinto falta disso.
Sinto falta dos sonhos que eu tinha, das lembranças de coisas que nunca aconteceram, mas que eu idealizava e protegia com a minha vida. Eu queria ser a cantora, tipo Beyoncé, Madonna.. Aquela mais famosa, que todos caem aos seus pés. Ficava me imaginando em um show com mais de um milhão de pessoas, sobre a cama de minha mãe, com uma escova na mão.
Desenhei inúmeras vezes sonhos bobos, o Mickey Mouse e o Donald, corri com meus irmãos atras do meu cachorro, joguei bola na rua e apertei a campainha dos vizinhos, o Homem-Aranha era o meu herói. Uma vez perdi meu gato, pobre coitado, só Deus sabe se sobreviveu, sozinho, neste mundo tão cruel. Nunca morei em um zoológico, mas, tive vários animais domésticos.
Hoje, o garoto de quem fui afim nos meus tempos de moleca, gosta de mim, só que eu não sinto mais o mesmo por ele.
Eu sonhei em mudar o mundo, acabar com as diferenças, injustiças e corações partidos.
Eu ainda quero sonhar, quero me livrar desse peso, que cega a minha mente e me tira as forças, é algo mais forte do que eu, mas, eu sei que existe algo ainda mais forte, que me faz viver e me ajuda em todos os momentos: DEUS, sem Ele eu não estaria aqui.


Minha alma repousa em calma, em frustações, não perdida, porém desorientada, precisando de uma mão amiga. Se for levar em conta, não sou a única desorientada por aqui, nesse intervalo de risos e choros que é o mundo.
Teu sorriso me tras paz, me alegra os dias, mas, também tras desespero e agonia, pois não posso ter-te ao meu lado. É uma felicidade temporária, instantânea, não quero isso, ou é pra ser, ou não é. Não te quero mais.

Acordo todos os dias com um olhar de menina, sugerindo soluções, discutindo relações e não tão certa que a verdade cabe na palma da mão, é algo maior, mais do que qualquer um imagina.
Meu cachorro morreu e o gato não está mais aqui, o amor do garoto? Já fui muito afim dele, isso ainda está aqui dentro? Isso eu sinceramente não sei, tenho muitas dúvidas se quero começar um romance misterioso, duvidoso e confuso ao meu ver. Tô afim de paz, socego e água fresca. Quando eu estiver em um de meus ataques de nervos, mergulho mais uma vez de cabeça em uma paixão, e essa será para sempre. Quem sabe?
O pra sempre sempre acaba.

9 comentários:

Brena disse...

Que texto lindo!
Mais lindo, lindo mesmo! Me identifiquei muito com ele e você disse coisas super verdadeiras e de puro coração. Senti daqui!

Beijos!!!

Lour Shine disse...

ÓUNZ, mt, mt obrigada Brena *-----*

MeninaBR disse...

texto lindo, me identifiquei um pouco :)

http://meninabr.wordpress.com
@michelesilva

Lour Shine disse...

awn, que bom Michele :D

sarah evelyn disse...

lindo texto,to seguindo segue de volta? http:\\teenagersmind-belllaflor.blogspot.com

Lour Shine disse...

Valew gataa ^^

'Lila' disse...

Obrigada pela visita no blog!
Que lindo texto, me identifiquei muito.
bjos, Lila!

Brena disse...

Estou suuper ansiosa aguardando o próximo post ^^

Stéphanie disse...

Impressionada com seus textos, li dois até agora e nossa, está de parabéns viu..

Beijão